sábado, dezembro 06, 2008

Let's Guitar!


Hoje (sáb, 06 de dezembro de 2008 - vai saber quando vamos atualizar isso aqui), lá na Base, tem a final do primeiro campeonato de Guitar Hero de Maringá. Bom, nada contra o joguinho, mas o importante mesmo é dizer que para a festa de encerramento do campeonato, vai rolar shows das bandas Dissonantes (Curitiba), Bety by Alone (Maringá) e Ecos Falsos (São Paulo).

Pela terceira vez na cidade, o Ecos Falsos lançou no ano passado um dos melhores discos nacionais do ano!, o “Descartável Longa Vida”. O Dissonantes vem para Maringá pela segunda vez esse ano, na primeira muita gente elogiou o show. Eles também lançaram no começo desse ano o disco “Cassino”, muito elogiado por aí. E o Betty by Alone não precisa nem falar, considerada por muitos a melhor banda maringaense.

Os ingressos antecipados para a festa custam apenas r$10!


quarta-feira, dezembro 03, 2008

Programa #21


Trilha: "Tipo Exportação", Café Com Blues
Primeira música: Blues na Caatingueira


"Festival Calango 2008"
- Curumin - Esperança
- The Dead Lover's Twisted Heart - Huckleberry Finn
- Walverdes - Altos e Baixos

"40 Anos de Mutantes"
- Merengue Brutal - Se Fores Fazer Uma Cirurgia
- Três centavos - Spleen
- Bonifrate - Os Anões da Vila do Magma


"Sobre o Hibridismo Cultural"
- Maria do Relento – Rock and Roll Whisky
- Semiinsano – Até Onde Chegar
- Helio Guerson e Carlos Guerson – Ana Lúcia

"Singles Perdidos Pela Internet"
- Hiroshima Me Devore - Mathias Rust
- Nanan - Pitoca Pitoquinha
- Supercordas - Mágica

Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E aqui para ouvir a segunda

sexta-feira, novembro 28, 2008

Programa #20


Trilha: "Arthur Faria e Seu Conjunto", Arthur Faria e Seu Conjunto
Primeira música: Milonga da Moça Gorda


"Bandas Que Precisam Gravar Mais Músicas"
- Acidogroove - O anti-herói
- Ramiro, o quinto - Hello
- Pão de Hambúrguer - O Campeão da Apatia

"Clássicos da Música Independente"
- Acabou La Tequila - Disk China
- Little Quail and The Mad Birds - 1, 2, 3, 4
- Zefirina Bomba - Pode Ser


"Bandas Que Aprontam Um Verdadeiro Pampeiro "
- Banda Wills - Sobrenome
- Giannini - Um alguém
- Os Kompressores - Anita

"Bloco de Gaioto Para Richard"
- High High Suicides - Devils Girl
- Valentinos - Tardes Frias
- Identidade - Jogo Sujo

Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

quarta-feira, novembro 19, 2008

Programa #19


Trilha: "Os Cabinha", Os Cabinha
Primeira música: Tio Gordão

PRIMEIRA PARTE

"Bloco dos Estagiários"
- Dee Diedrich e os Marlenes - Equação Absurda
- All The Hats - No Borders
- Mar Céu Azul- Jo ão

"Bandas Com Metais"
- Siba e a Fuloresta - Doze Linha
- Sapo Banjo - Música Pra Bailar
- Arthur de Faria e Seu Conjunto - Um Teco Teco Amarelo

SEGUNDA PARTE

"Bandas de Minas Gerais"
- Porcas Borboletas - Lembrancinha
- Radiotape - Tarde Demais
- The Dead Lover's Twisted Heart - All Night Long

"Acorde Universitário"
- The Cockroaches - Impressão Sem Coração
- A Inimitável Fábrica de Jipes - Na Mochila Cabe o Mundo
- Stoned Beavers - Drive-Me Crazy



Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

quarta-feira, novembro 05, 2008

Wander Wildner em Maringá


Como você já deve estar sabendo, sábado Wander Wildner está de volta à Maringá para um show na Base. O repertório está direcionado com músicas do seu CD “La Canción Inesperada” lançado esse ano. Quem abre o show é a banda de Umuarama, Nevilton.

Wander lançou seu primeiro disco solo “Baladas Sangrentas”, pelo seu próprio selo Fora da Lei em 1996. Desde então foram quatro discos, uma coletânea e um acústico MTV, até chegar nesse último álbum.

Se você nunca ouviu o Wander Wildner ao vivo, não perca essa oportunidade!

Data: 08/11/2008 (Sábado)
Local: A Base (Av. Cerro Azul, 323)
Ingressos antecipados R$ 15,00 na Jay Pee (Av. Tiradentes, 87 / 3026-3485)

sábado, novembro 01, 2008

Podem parecer desajustados, mas não foram criados no computador

Texto: Lizandra Gomes
Fotos: -show: Bar Garage 570
-entrevista: Silvia Horta



Em Curitiba, no último dia 25, assisti ao show de uma das bandas mais reconhecidas da cena independente. Com suas roupas demodês, sapatos a la Jerry Lee Lewis, e o velho riff de guitarra mod (mesmo eles afirmando de pé junto que não são modes), vi de perto eles cantando “Metida demais”. Pra quem acompanha o rock alternativo sabe que estou falando dos curitibanos do Faichecleres.

O trio fez um show, pelo menos pra mim, histórico nesse dia. Em primeiro lugar porque fazia um ano que eles não tocavam em casa. Em segundo, quem abriu o show dos caras no bar Garage 570, foi a também curitibana Relespública, que não agradou muito com seu CD novo, moralismo demais, acredito ter agradado só o Greenpeace.

Mas outros fatores fizeram dessa noite especial, o ex-integrante Charles Britto, que teve que sair da banda em 2001 quando sofreu um acidente de carro, fez uma participação surpreendente. Segundo o guitarrista Marcos Gonzatto o combinado com Charles era para ele apenas tocar uma música, mas ele subiu no palco sem muletas, tocou três músicas e ainda deu um show de presença de palco quando deitou no chão e delirou ao som da sua antiga banda. “Foi como voltar no início da banda, lá em 1998, 1999”, comenta Marcos.

E por falar em integrante que teve que sair, o Faichecleres afirma para aqueles que achavam que a banda ia acabar depois da saída de Giovani Caruso, que continuam firme, fortes e produzindo. A saída do músico de início gerou um certo desconforto no grupo, Marcos Gonzatto até me disse que “ficou sem chão” com o anúncio de sua saída, mas que o Faichecleres para ele é um exemplo de superação. A entrada do contrabaixista Emidio Jorge em fevereiro, fortaleceu ainda mais a banda. Suas influências, seu conhecimento de harmonia, e o fato de tocar piano (sim, teve até piano no show) está ajudando a evolução do som da banda.

Mas falando em produção, a banda já está divulgando seu terceiro disco, que sai em março. No show que assisti em Curitiba, eles já tocaram algumas musicas desse novo álbum e me contaram em primeira mão o nome desse disco novo: “Uma noite daquelas”, que é também o nome de uma das faixas desse disco.

Em relação às novas musicas, percebi que eles não perderam o “charme” das letras típicas Faichecleres: “Ele gostou de ter duas namoradas”; “No final você vai se humilhar e vai pagar pra ver o meu show”; “Augusta me provoque, vamos brincar com a nossa sorte”, enfim, alguns chamam de machismo, mas todo mundo gosta, pelo menos eu adoro! Mas voltando a esse novo som, achei que as músicas estão com um toque mais pesado, mais inconseqüente, menos “The Who”. E o baterista Tuba me falou que o Faichecleres nunca foi mod “nossas influências são de músicas boas”. Por que será que todo mod não assume que é mod? Quem tiver a resposta me manda um e-mail.

Mas voltando ao novo disco do Faichecleres, como disse está um pouco diferente do que a galera está acostumada, segundo os meninos da banda eles estão em fase de evolução, mas “quem quer ouvir ‘Aninha sem tesão’ ouve o primeiro disco. Quem quer ouvir ‘Garotinha da mamãe’ ouve o segundo”, simples assim, explicou Tuba Caruso.

E além das novas canções da banda, durante o show fui surpreendida por versões das minhas duas bandas preferidas. A primeira do Júpiter Maça, eles fizeram um cover da música “Casalzinho pegando fogo”, e tenho que comentar que a platéia inteira pegou fogo nesse momento. Mas o que mais me deixou surpresa, foram as duas músicas que tocaram do AC/DC, esperava ouvir um The Who, nunca o hard rock dos australianos que não saem da minha cabeça. Mas depois conversando com Marcos Gonzatto, ele revelou que é um grande fã da banda e principalmente do saudoso vocalista Bon Scott.

Mas para finalizar a minha experiência com Faichecleres, tenho que repetir, é uma banda surpreendente. Para quem tentou me alertar dizendo que a banda não é mais a mesma, pode ser que sim, afinal dessa vez Tuba Caruso não lambeu minha orelha (já que, quando estiveram em Maringá, em entrevista ao Garagem, fui vítima de tal fatalidade). Mas diria que o Faichecleres ainda vai permanecer tão bom, tão rock’n roll como sempre foram, e quem sabe deixar seus passos na calçada da fama.

quarta-feira, outubro 29, 2008

Faltou falar sobre o fogão

Texto: Thiago Soares
Fotos: Timbre Noise


“O fogão tem várias bocas”, essa foi a frase da organização do primeiro Timbre Rock Festival. Fugindo das panelas já existentes na música em Maringá, a família Timbre Noise & Low Records produziu no começo de outubro um festival de rock no Tribo’s bar que reuniu ao todo 23 bandas de vários lugares do país.

O festival não foi como o esperado. A falta de público no terceiro e quarto dia levaram a um fim precipitado do festival, mas mesmo assim, o evento cumpriu com seu objetivo de servir como “vitrine para novas bandas”. Quem foi em algum dos dias do festival pode conhecer pelo menos uma banda que nunca havia estado nos palcos maringaenses. Bandas bacanas que por aqui passaram e deixaram sua marca na cidade, além de bandas velhas conhecidas do público maringaense que como sempre fizeram ótimos shows.

Se destacaram no festival, bandas como a maringaense Seres Inteligíveis vindos do Hiperurano e a banda de Rolândia Os Perdigotos que fizeram belas apresentações no primeiro dia do Timbre Rock.

Já no segundo dia, quem fez a diferença foi o Nevilton de Umuarama. Com suas músicas, pulos e até um discurso no final (“o lado de cima do Paraná também vive, valorizem as bandas daqui”) realmente conquistaram os poucos presentes que ainda não conheciam a banda. E claro, a banda maringaense Ted Gugu e Os Espanta Neném, que mostraram um punk bem Ramones de qualidade. Além de The Name e do The Melt.

No terceiro e que veio a ser o último dia do festival - já que o quarto dia foi cancelado por falta de público -, que se destacou foi o Fluxodrama de Curitiba e o Toa Toa do Rio de Janeiro.

Se deu certo ou não o festival, isso não vem ao caso. O importante é creditar a coragem que os organizadores tiveram de fazer algo desse tamanho na cidade, isso ainda, com todos os imprevistos, como o roubo dos equipamentos do bar um dia antes.

Se você perdeu, fiquei tranqüilo, a família Timbre & Low não vai parar. No dia 21 de novembro eles já trazem de volta para a cidade o Fluxodrama.

sábado, outubro 25, 2008

Sabonetes e Hospital Doors

A banda curitibana Sabonetes se apresenta hoje em Maringá. Pela primeira vez na cidade, os caras dividem o palco do Tribo's com a banda maringaense Hospital Doors. Os ingressos antecipados custam R$10,00 e podem ser adquiridos na loja Austrália.

domingo, outubro 12, 2008

Lição de Vida do Pão de Hambúrguer


Diretamente de Curitiba, no Paraná, o Pão de Hambúrguer é uma das bandas mais legais que conheci esse ano. Desde que ouvi pela primeira vez, fiquei sempre procurando uma nova música perdida pela internet (as poucas que eles disponibilizam não são suficientes para matar minha vontade de ouvir a banda). Esses dias, em uma dessas buscas por músicas do Pão, me deparei com esse vídeo aí, feito pela Destilaria.

sexta-feira, outubro 03, 2008

Primeiro Timbre Rock Festival




Nos dias 9, 10, 11 e 12 de outubro Maringá vai sediar o primeiro Timbre Rock Festival. Entre os quatro dias de festival, a cidade vai receber mais de 20 bandas de vários lugares do país.

Para escrever uma matéria sobre o festival, acabei entrevistando Fábio Pereira, um dos organizadores. Como a matéria acabou não rolando (por motivos especiais) resolvi publicar a entrevista com ele, afinal, já estava feita mesmo. Leia a entrevista, confira a programação do festival e vá!

De quem foi a idéia desse festival? e Qual o objetivo dele?

Timbre Noise: A idéia é da dupla Fábio Pereira e Franciano de Paula e vem antes mesmo de existirem a produtora e a gravadora,pois nas décadas de 80 e 90 presenciamos um "BOOM" na cena rock de Maringá e região! Isso nos motivou a montar banda e mergulhar de cabeça no mundo do Rock Independente. Shows com bandas de todo Brasil e até mesmo gringas eram frequentes em nossa região. Isso acontecia sem a forca da internet e tudo mais. Mas rolava, e rolava bonito de se ver. Bandas como Yo la tengo, Make up,Man or Astro man,e até o ilustríssimo Jon spencer and the blues explosion baixaram na cidade canção inacreditável aquilo tudo.

Hoje, estamos trabalhando para alcançar nosso objetivo de fortalecer a cena "Rock Independente" de Maringá e região. Enquanto todos se deslocam às grandes capitais, nós com a ajuda da internet, correios e de produtores de todo o Brasil estamos nadando contra a maré, trazendo todas essas bandas para um evento de qualidade aqui em nossa cidade. O que queremos realmente é engrenar nossa cidade novamente no cenário de shows, não só com bandas conhecidas, mas trazer bandas independentes de outros estados e de fora do pais como antigamente. Unir estilos diferentes de rock e arte independente. Queremos melhorar a cultura underground e assim formar um coletivo ainda maior pra que tudo não fique na mesmice.

Nunca se produziu tanto evento independente em nossa cidade como agora; TIMBRE ROCK FESTIVAL vem para fortalecer ainda mais a cena, com mais de 20 bandas de todo o Brasil tocando muito rock em 4 noites em nossa cidade.
Cara, esse seria o primeiro festival de rock de Maringá? O que difere ele de outras tentativas que já rolaram aqui na cidade, inclusive, tentativas de vocês?

Timbre Noise: O Timbre Rock Festival não é o primeiro festival de rock de Maringá, o Leprechaus reuniu muita banda boa da cidade em algumas edições. E com certeza não será o último a bater nessa tecla de movimentar e tentar expandir mais a nossa cena local, e creio que um "Festival" bem feito, bem organizado e com a visão como a que estamos produzindo, abre espaço pra muito mais gente mostrar seus trabalhos e também produzir seus próprios festivais.

Nossa proposta para este "Festival" difere de tudo o que já foi feito em Maringá, em numero, gênero e grau. Iniciamos a elaboração do projeto logo após o Grito Rock Maringá no final de fevereiro. A execução de nosso cronograma iniciou em maio para que pudéssemos trabalhar com tranqüilidade e fazer um Festival de qualidade.

Quanto às tentativas anteriores, realizamos nosso primeiro Festival em Dourados MS que foi o "Cena Noise" em Novembro de 2007 e contou com os shows de bandas locais e de bandas que nossa produtora estava trabalhando na época, MONOtune (SP) e Wolf Attack (PR).
Logo em seguida, trouxemos o Grito Rock para uma edição em Maringá, que contou com a presença de 20 bandas em duas noites de muito rock&roll. Agora entramos com a proposta do nosso próprio festival de forma totalmente independente e que vai muito além de nossa cidade.

Esse festival é ligado a Abrafin? Se for, qual a importância de um evento ligado a Abrafin por aqui?

Timbre Noise: Não, não temos nenhum vínculo com a Abrafin, estamos trabalhando com parcerias, contatos, com produtores que fazem parte do circuito Fora do eixo, Abrafin e Espaço cubo. Mas com certeza todos eventos relacionados a Abrafin são de ótima qualidade e de muita importância para qualquer cidade.

Entrar para a ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FESTIVAIS INDEPENDENTES não depende só do querer, é preciso trabalhar bastante e cumprir uma série de etapas até conseguir efetivamente fazer parte, o que estamos caminhando para.

Um festival como esse coloca Maringá na rota das bandas independentes do País?

Timbre Noise: Com certeza um festival como este que abre espaço para as bandas independentes é muito procurado. E hoje com a internet, o "TIMBRE ROCK FESTIVAL" contou também com inscrições de algumas bandas de países como Portugal e Argentina. Isso com certeza ajuda a fazer brilhar ainda mais o nome Maringá, no mapa dos shows de bandas independentes.

Quem já fez rock aqui em Maringá, sempre quer voltar, isso é muito bacana! Podemos ver pelo line up que não tem muitas bandas da cidade tocando no festival, por quê? Timbre&Low: Simplesmente por falta de inscrições, a galera das bandas da cidade não deu muita bola pro festival.

Nosso festival trabalha como todos os outros, com inscrições e ninguém se deu o trabalho de entregar o material na data programada, não achamos justo, simplesmente colocar bandas da cidade porque teríamos um custo menor, ou apenas por serem bandas de amigos. Como em todo evento desse porte, montamos nosso regulamento e nossa inscrição, quem botou fé e participou enviando material que era necessário está dentro.

Maringá já tem um certo reconhecimento como local para shows de bandas de fora. Qual a diferença agora com um festival?

Timbre Noise:
Maringá era reconhecida há muito, mas muito tempo atrás antes de muita coisa vir acontecer, essa galera que hoje movimenta a nossa cena local, na época de Aeroanta, Alcatraz, Tribo´s, Caixa D'agua, Dalata e RastaRock eram apenas espectadores ou ainda não tinham idade pra estar perambulando na noite.

Estes bares pelo menos pra nós do coletivo Timbre&Low marcaram a cena rock de Maringá por tocarem rock e todos ao mesmo tempo trazendo muitas bandas boas pra muita gente que nem sabia o que era rock independente.

A diferença é a certeza de que ao menos uma vez ao ano teremos bandas de todo o país e até mesmo de outros países com sons e formatos diferentes fazendo muito rock em nossa cidade. Mas no momento o que realmente achamos importante é voltar a ter uma cena unida! E com isso, trazer essas bandas que vem para os festivais da Família Timre&Low para fazer shows durante o ano todo em Maringá.

O festival vai ser tornar fixo na cidade?

Timbre Noise: Sim, tanto GRITO ROCK edição Maringá, quanto TIMBRE ROCK FESTIVAL a partir de 2009 passam a fazer parte do calendário anual de festivais.

segunda-feira, setembro 22, 2008

O que dizer sobre Móveis Coloniais de Acaju?

texto: Thiago Soares
foto: Jorge Mariano



- O que você acha de Móveis Coloniais de Acaju?
- Bom, sei lá, dependendo da decoração, fica bom.

Faz tempo que estou enrolando para escrever sobre o show do Móveis Colônias de Acaju que aconteceu dia 14 de setembro em Maringá, no Tribo’s Bar. Hoje, depois de mais de duas semanas do show, tudo o que eu queria dizer, já foi dito por pessoas que também presenciaram o espetáculo. “Melhor show do ano”, “melhor show que já vi no Tribo’s”, “melhor Sonic Flower que já fui”, essas e mais algumas dessas frases explicam melhor o que eu quero dizer.

Não é qualquer banda que consegue colocar tanta gente num domingo no Tribo’s. Não é qualquer banda que segura a galera até tarde lá. Mas o Móveis consegue.

Um show fantástico, todo pronto, todo certo para agradar a galera, e sem forçar nada para isso.

Realmente não tem muito que falar sobre o show, as fotos e os vídeos espalhados por aí explicam melhor do que algumas palavras. Veja as fotos aqui, alguns vídeos aqui e tire vocês mesmo suas conclusões.

sexta-feira, setembro 19, 2008

Agenda (19 e 20 set)

MARINGÁ

19 set (sex)

FORGOTTEN BOYS

Bandas: Forgotten Boys + A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia + Stoned Beavers
Local: Tribo's Bar
Entrada: r$15



20 set (sáb)
FRANK THE TANK
Bandas: Frank The Tank + Arctic + Donkeys
Local: Pub Fiction
Entrada: r$7.50






STONED BEAVERS
Bandas: Stoned Beavers + Serena + The Cockroaches
Local: Tribo's Bar
Entrada: r$5
MADE IN BRAZIL
Banda: Made In Brazil
Local: A Base
Entrada: r$15 (antecipado)

quarta-feira, setembro 17, 2008

Sexo, bigodes e Rock and roll

Texto: Thiago Soares
Fotos: Jorge Mariano

No dia 6 de setembro a banda maringaense A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia fez um show de lançamento do novo disco “Por Que No Te Callas?”, o segundo disco da banda, dessa vez, lançado pelo selo paulista, Volume 1. O evento contou com a participação de outros dois grandes nomes do cenário independente nacional, Charme Chulo e Zefirina Bomba.

O show da Família Palim foi energético. Com o palco decorado por alguns manequins trajando vestes sensuais, com todos os turcos usando belos bigodes naturais (toma isso Bazar Pamplona e seus bigodes postiços), a apresentação foi empolgante do começo ao fim. O show contou com uma grande participação do público que cantou praticamente todas as músicas, tanto as novas presentes nesse segundo trabalho, quanto já outros clássicos da banda do primeiro CD. Além da participação do público, algumas figuras do rock paranaense atual fizeram sua parte no show, como Nevilton que subiu ao palco para cantar “Boa Noite, Cinderela” e Igor Filus, do Charme Chulo, que cantou junto com a Família Palim, a música “Indie D+” no show e também no disco.

Quem se apresentou depois da Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia foi o Zefirina Bomba. Show fantástico! Sonoridade, presença de palco, composições e microfonia, tudo em perfeita sintonia. “É o Nirvana brasileiro” como disse Igor Filus. Os caras mandaram várias músicas que mexeram com a cabeça das pessoas presentes, ou melhor, que “racharam” a cabeça delas. É no show do Zefirina que você vê que tudo o que disseram sobre eles é verdade, só faltou quebrar a viola/violão ou seja lá o que for aquele instrumento barulhento.

Os shows do Charme Chulo em Maringá são sempre emocionantes. Como já disse uma vez, “pra mim, o Charme Chulo é também uma banda de Maringá”. Os caras se sentem em casa em cima do palco, e o público, vai sempre ao delírio. O Charme Chulo tocou as já bem conhecidas músicas do primeiro disco, além de uma do EP e uma que estará no próximo disco, previsto pra ser lançado em abril de 2009. Rolou também uns covers, um beijo de Igor Filus no Manequim e uma homenagem da banda à Família Palim, tocando mais uma vez a música “Indie D+”. Mas esses foram os detalhes, o show, por si só, já é impressionante.

segunda-feira, setembro 15, 2008

Forgotten no video da semana



Nessa sexta-feira os Garotos Esquecidos voltam a Maringá no Tribos bar. Então pra esquentar esse show que está por vir, o vídeo dessa semana é uma das minhas musicas preferidas da banda Forgotten Boys, o clipe de “Just Done”.

A música não é do disco novo, o “Louva-deus”, mas é uma clássica Forgotten Boys, em que eles alcançam o máximo do estilo Rolling Stones que eles tentam passar.

O clipe é normalzinho, não tem a melhor produção do mundo, mas claro, se tratando de Forgotten, uma banda de médio porte do cenário rock alternativo, o clipe tem qualidade visual e sonora.

Então é isso “Just Done”.

segunda-feira, setembro 08, 2008

Programa #18 (2008)


Trilha: "La Cancion Inesperada", Wander Wildner
Primeira música: La Cancion Inesperada

PRIMEIRA PARTE

"Bandas Raiz"
- Charme Chulo - Apaixonante na Tristeza
- Fabulous Bandits - New Way To West
- Cerveza de Litro - Beto Carrero

"Bandas Que a Vivis Conhece"
- Bidê ou Balde - Gerson
- Bazar Pamplona - A Música Que Ninguém Nunca Escutou
- Waldo e os Cretinos - Coronel e Seus Drinks Venenosos


"Bandas da Mostro Discos"
- Macaco Bong - Fuck You Lady
- MQN - Breakin Crystal Stones
- Uncle Butcher - Call The Doctor

"Bandas Que Estão Na Trilha do Filme Wood&Stock"
- Júpiter Maçã - Beatle Jorge
- Matheus Walter - Paranormal
- Mopho - A Música Que Eu Fiz Para Você


Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

sábado, setembro 06, 2008

¿Por qué no te callas?


Hoje, dia 06 de setembro, tem show de lançamento do segundo CD da banda maringaense “A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia”. O show acontece na base às 23h. Os ingressos antecipados custam r$12 ou r$15 com o CD novo da banda.

Além da Família Palim, tocam também as bandas Zefirina Bomba e Charme Chulo, isso sem falar da participação especial de Nevilton (e os Alencares).

Imperdível!

segunda-feira, setembro 01, 2008

Programa #17 (2008)


Rafael Castro é um cara raiz!


Trilha: "Combustão Espontânea", Rafael Castro e os Monumentais
Primeira música: Fobia Aguda de Pessoas Que Batucam Mal

PRIMEIRA PARTE

"Lançamentos Virtuais 2008"
- Robô Gigante - Seis da Manhã
- Phonopop - O Naufrago
- Volver - Dispenso

"CDs Que o Thiago Recebeu"
- Fevereiro da Silva - Caixa Bomba
- Beto Só - O Tempo Contra Nós
- Monaural - Acaba Logo Com Isso

SEGUNDA PARTE

"Bandas Gaúchas Que a Lizandra Conheceu em Sua Viagem"
- Família Sarará - Abajur
- Marcondes e A Função - Nossa
- Claus e Vanessa - Medo de Amar

"Amigos do MySpace do Gaioto "
- Elephas - Refrigerantes Hipnóticos
- High High Suicides - Sex Game
- Maltezes - Roqueiro Por Opção

Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

segunda-feira, agosto 25, 2008

Alien



A banda paulistana Mister Ludico e os Morféticos lançaram esse mês o clipe da musica Caixote, fizeram uma festa lá em São Paulo para apresentação do clipe e estão divulgando bem. Mas esse ainda não está disponível para as massas. Então por enquanto vamos nos divertir assistindo o clipe de "Alien".


O clipe é de novembro de 2007 e tem fortes traços do Pop Art, pelas cores vibrantes e fluorescentes. Na minha modesta opinião não é a melhor musica da banda, “Caixote” é muito mais legal. Mas é aquela critica social do ponto de vista de alguém que vê o mundo de fora do planeta. O legal dessa musica é o vocabulário que ele utiliza, como a palavra “fudega”. E claro, a voz punk e desafinada do Mister Lúdico é sem duvida uma melhores vozes do rock nacional.

Assiste ai, peão.

sábado, agosto 23, 2008

Programa #16 (2008)


Trilha: "Dinartes", Dinartes
Primeira música: Alguém Como Você

PRIMEIRA PARTE

"Festival Paraíso do Rock"
- Nevilton - Conto Até Pro Belchior
- A Inimitável Fábrica de Jipes - On The Road
- Terminal Guadalupe - Atalho Clichê

"Festival Acorde Universitário"
- Rafael Ota - Onde Eu Te Encontrei
- Tisley Barbosa - Rasgando Seda
- Alexandre Gaioto - Uma Canção Para Calar Raimundo


"Especial Para Rose Leonel"
- Dissonantes - Ela Não é de Plástico
- Canastra - Miss Simpatia
- A VI Geração Da Família Palim do Norte da Turquia - Sigilo Total

"Três Melhores Bandas de Todos os Tempos da Última Semana"
- Clube dos Patifes - O Recado
- Pão de Hambúrger - O Campeão de Apatia
- Cerveza de Litro - Beto Carrero


Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

segunda-feira, agosto 18, 2008

Video da Semana: Café com Blues



Café com Blues ainda é uma banda desconhecida do grande publico. E também é muito difícil achar material dos caras tanto na internet quanto físico. Mas depois de muita procura, o vídeo dessa semana é da banda Café com Blues com a musica “Blues na Caatingueira”.

Recentemente eles lançaram o CD “Tipo exportação”, que faz uma ligação com o próprio nome da banda. E esse por sua vez vem do fato da banda ser de Vitória da Coquista, Bahia, que é uma grande produtora de café.

Mas chega de geopolítica, o som dos caras tem um puta instrumental, misturando os sons típicos nordestinos com blues. As letras são típicas tratadas pelo povo nordestino, a vida sofrida, a seca e tudo o mais. Vale a pena conferir. E quanto ao clipe, o início lembra o filme “O Homem que desafiou o diabo”, sem as partes engraçadas. Também vale a pena “perder” quatro minutos e oito segundos curtindo!

Até semana que vem! Ou não!

quinta-feira, agosto 14, 2008

Agenda (15 a 17 de ago)

MARINGÁ
15 ago (sex, feriado)


TRÊS CENTAVOS e HIDROFONES
Bandas: Três Centavos | Hidrofones
Local: Tribo's Bar (av. Cerro Azul, 628)
Horário: 23h
Investimento: r$5 (meninas) | r$7 (meninos)





16 ago (sáb)

27º WIND OF FATE METAL
Bandas: Black Sabbath côver (SP) | Panndora | Hazy Hamlet
Local: A Base (av. Cerro, 323)
Investimento: r$15 (antecipado)








PUNK ROCK PUB
Bandas: Don Ramon | The Cockroaches | Bolores (P. Grossa) | Black Jack
Local: Pub Fiction Bar (av. Rio Branco, 485)
Horário: 23h 30
Investimento: r$6 (meninas) | r$7 (meninos)





17 ago (dom)

PUB apresenta DOMINGO ROCK
Bandas: Yoga (C. M.) | Everletts 86 (Foz) | Night Pandas (Paiçandu) | Hospital Doors (Mgá.) | Bodxspiatório (Peabiru) | Caveira Bem Nutrida (C. Mourão) | Psilocibos (C.M.)
Local: Pub Fiction Bar (av. Rio Branco, 485)
Horário: 15h
Investimento: r$5

terça-feira, agosto 12, 2008

Os 'bazares' não cansam



Vou ser breve em relação ao video dessa semana. Afinal, Bazar Pamplona já foi repetido demasiadamente aqui nesse blog.

Mas esse video foi filmado no Play House Estúdio durante a entrevista dos caras para o Programa Garagem, se surpreendam com a musica que está sendo apresentada.

Vou upando os videos do Bazar ainda essa semana, portanto fiquem de olho!

segunda-feira, agosto 11, 2008

Programa #15 (2008)


Trilha: "À Espera das Nuvens Carregadas", Bazar Pamplona
Primeira música: Num dia Cor de Laranja

PRIMEIRA PARTE

"Homenagem a Wagner Colucci"
- Anacrônica - Vestígios
- Stoned Beavers - Wet Girl
- Brilhantines - Amanhã

"Músicas Infantís Para Lorraine"
- Os Cabinha - Passando Ali
- Tuba Antiatômica do Planalto - Desenho Animado
- Capitão Parafina e os Haoles - Eu Já Joguei Master System

SEGUNDA PARTE

"Canções Para Pegar no Sono"
- Rafael Sonic - Sonhos da Madrugada
- Bidê ou Balde - Soninho
- Wander Wildner - O Sol Que Me Ilumina

"Músicas Para Cantarolar no Domingo"
- Malvados Azuis - Dona Baratinha
- 123 Go! - Banana Split
- O Teatro Mágico - Zazulejo



Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

quinta-feira, agosto 07, 2008

Dois anos de pura alegria no seu coração!


Nesse sábado tem aniversário de dois anos do Programa Garagem no Tribo’s Bar (Maringá - PR) com as bandas Bazar Pamplona (São Paulo), Apanhador Só (Porto Alegre) e A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia.
Os convites antecipados estão sendo vendidos por r$10 na Faster (segundo piso do Maringá “Aspen” Park)

Conheça as bandas que vão tocar na festa:

Bazar Pamplona

Apanhador Só

A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia


APOIO:
Programa Credencial
Pekatto Ocultto
Play House Estúdio

quarta-feira, agosto 06, 2008

Rock demodê em sábado de chuva

Texto por Lizandra Gomes
Fotos por Ana Claudia Covo

Não foi a pancada de chuva que deu no último sábado a noite que ia me impedir de ir à Base assistir ao show dos curitibanos do Dissonantes.

Na hora que cheguei ao local pensei que o show ia ser fraco, já que a casa não tava lotada, mas ainda bem que estava enganada. Apesar de não ter muita gente na Base, acredito que todos os presentes assistiram ao show, vi inúmeros flashes e gente dançando seu rock demodê.

Em relação a presença de palco dos garotos diria que são tradicionais mod´s. Nada de novo, ficam lá com suas golinhas arrumadinhas, o cabelinho caindo no olho, cantando bonitinho, dá até pra imaginar, né?! O mais engraçado é o tecladista da banda, Allan Roberto. Na verdade não é que ele é engraçado, é que ele fica lá sentado, todo comportadinho, não deve nem transpirar. Agora quem devia ficar na frente da banda, quebrando todas as regras de composição de palco, é o baterista Bruno Zotto, que além de muito simpático, tem uma ótima performance no palco, é realmente empolgado e mostra que gosta muito daquilo que está fazendo. Em relação as musicas, não tem do que reclamar, eles tocaram todas as do CD novo, “Cassino” e intercalaram com os singles mais antigos. E também atenderam a pedidos da platéia, na verdade, que eu me lembre, só eu estava pedindo, mas o que importa é que atenderam. O que achei estranho foi que não trouxeram o CD para ser vendido, com certeza pelo menos o meu, eles teriam conseguido.

Mas quem perdeu o show do Dissonantes porque ficou com medo da chuva não se preocupem, pois segundo Bruno Zotto, que adorou a cidade, Dissonantes volta para Maringá, sem temporal dessa vez!

segunda-feira, agosto 04, 2008

Bazanhador Só



O clipe dessa semana é para fechar com chave de ouro a seção “Veja o que você estará perdendo se não comparecer no Aniversário do Programa Garagem, dia 09 de agosto no Tribo´s bar!”.

Na verdade o clipe que escolhi é meio que uma fusão de Apanhador Só com Bazar Pamplona, que são as duas bandas convidadas para tocar no nosso aniversário de dois anos, além é claro da Sext Geração da Failia Palim do Norte da Turquia. Pois bem, o clipe aqui apresentado foi feito pelo vocalista do Bazar Pamplona, Estevão Bertoni em uma homenagem ao vocalista da Apanhador, Alexandre Kumpinski.

Claro que na verdade esse vídeo é uma brincadeira interna das duas bandas, mas que pode ser facilmente desvendada se você imaginar que Alexandre Kumpinski tem uma fixação por bicicletas ou rodas desse mesmo veículo. A fixação é tanta que subiu uma para o palco e fez Carina Levitan e na seqüência Haroldo Paraguassu tocá-la, no bom sentido, é claro.

Mas é importante ressaltar que nesse vídeo há depoimentos de Estevão, há narração, provavelmente do mesmo, e também uma semi-musica “Lá veeem a roodaa, ela vem rodando”. Provavelmente Kumpinski fez bom proveito da roda inutilizável de Bertoni.

Pois é isso galera, encontro vocês sábado que vem no Tribo´s bar depois das 23 horas. Vamos estar em clima de festa, de amizade, descontração e claro, a roda vai estar presente!

sexta-feira, agosto 01, 2008

Agenda (1 e 2 de ago)

MARINGÁ
1 ago (sex)

SEX PISTOLS EXPERIENCE

Bandas: Sex Pistols Experience + Havana 55 + Nightpandas
Local: Tribo´s Bar (Av. Cerro Azul, 628)
Horário: 23h
Investimento: r$15 (antecipado no Play House e Tribo's)



2 ago (sáb)


A BASE APRESENTA: DISSONANTES

Banda: Dissonantes
Local: A Base Bar
Ivestimento: r$10 (antecipado na Jay Pee)
Discotecagem: Vitrola Rock



TRÊS CENTAVOS E DECIBEIS

Bandas: Três Centavos + Decibeis
Local: Pub Fiction
Investimento: r$5 (Moças) r$7,50 (Marmanjos)

quarta-feira, julho 30, 2008

Programa #14 (2008)


Trilha: "O Teatro Que Celebra a Extinção do Inverno", Stuart.
Primeira música: Técnica de Ignorar Motivos

PRIMEIRA PARTE

"Spans Recebidos No Orkut"

- Os Horácios - O Homem Só
- Ambervisions - Venha Conhecer Minha Cozinha
- Cacofônicos - É o Que Eu Diria

"Bandas Que Levam a Palavra 'Corações' no Nome"

- Daniel Belleza & os Corações em Fúria - Canção Pra Sua Mãe
- Norman Bates e os Corações Alados - Vício
- Pedro Leone e os Corações Gelados - Danos Escolares

SEGUNDA PARTE

"Bandas Cariocas"
- Homocinética - XCabaret
- Rock Ted - Devagar
- Rockz - O Amor é Uma Piada

"Lançamentos da Cena Independente"
- Wander Wildner - Winnona
- MQN - Breakin´ Crystal Stones
- Beto Só - Vida Boa Não é Vida Ganha


Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

segunda-feira, julho 28, 2008

Família Palim

O vídeo dessa semana é de uma banda velha conhecida do público maringaense, A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia. Os caras já foram assunto inúmeras vezes aqui no blog com seus shows sempre contagiantes.


O clipe que vocês viram é da musica “Digna de Honra ao Mérito”, que é uma das faixas do novo CD da banda “¿Por que no te callas?”. E a musica é uma homenagem a pornstar Mayara Rodrigues.

Esse show foi realizado para promover o lançamento do EP virtual da banda “Sem camisinha”, realizado no Tribo’s bar. E foi filmado por outro amigo do Garagem, Nevilton, de Umuarama, e diga-se de passagem, Nevilton se saiu um ótimo cinegrafista.

Mas se você gostou desse show não se desanime pensando “Olha o que eu perdi”, primeiro porque você pode baixar o EP d’A Sexta Geração da Familia Palim do Norte da Turquia pelo my space dos caras (www.myspace.com/familiapalim).

E se isso não for o suficiente para saciar sua sede de Familia Palim, não perca dia 9 de agosto no Tribo’s Bar, o aniversário do Programa Garagem, pois eles vão estar lá tocando junto com Apanhador Só e o Bazar Pamplona.

Vejo vocês lá!

Ou então, até o próxima vídeo.

quinta-feira, julho 24, 2008

Agenda (25 - 26 jul)

MARINGÁ
25 jul (sex)

RIPA NA XULIPA
Bandas: Woolloongabbas + Nevilton + Stoned Beavers
Local: Tribo's Bar
Investimento: r$7
UMUARAMA
26 jul (sáb)

RIPA NA XULIPA
Bandas: Woolloongabbas + Joke Box
Local: Kabuki
Investimento: r$5 (antecipado na Loja Efeito ou Papelaria Aquarela)

segunda-feira, julho 21, 2008

As nuvens não têm playground



E essa semana o clipe da hora é da banda Bazar Pamplona, dando continuidade às amostras do que você estará perdendo se não comparecer dia 9 de agosto no Tribo's Bar para a comemoração de 2 anos do Programa Garagem.


O vídeo escolhido foi da musica “As nuvens não têm playground”, e como vocês podem perceber é um clipe bem curto de apenas 1 minuto e 42 segundos. Isso, na minha opinião, é meio que uma característica da banda, musicas curtinhas porém com um conteúdo inimaginável .

E ainda na questão tempo, não pense você só porque é um clipe curto que não deve ter dado trabalho para os meninos da banda, o clipe foi feito com algumas centenas de fotos, tipo um flipbook e isso exige uma produção minuciosa.

Façam bom proveito dos Bazares. =)

sábado, julho 19, 2008

Programa #13 (2008) Entrevista com Anacrônica


Trilha: "Deus e os Loucos", Anacrônica
Primeira música: Totem

PRIMEIRA PARTE

"Bandas Presentes no Youtube do Programa Garagem"
- Brilhantines - Amanhã

- Thunderbird e Devotos de Nossa Senhora Aparecida - Motoboy
- Ludov - Kriptonita

TROTES "Soletrando"
- JB e Seus Amigos Sex Symbols - Rock no Canal Rural

- Fuzzfaces - Fita K7

SEGUNDA PARTE

Entrevista Com a Banda Anacrônica

Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E
aqui para ouvir a segunda

segunda-feira, julho 14, 2008

BOTA PRA FUDÊ!


coloquei esse vídeo só porque fui eu que filmei
na real mesmo, não da ouvir bem e, muito menos, ouvir


Foi mais ou menos isso o que rolou no final de semana em Maringá, pelo menos nos shows que eu fui.

Vou fazer só um resumão do que vi por aqui, porque afinal, me impressionou bastante. Sexta fui no Pub Fiction, pra ver a Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia, da qual sou fã declarado, e uma banda que nunca tinha visto ao vivo, Wolf Attack, de Arapongas.

Gostei bastante do show do Wolf Attack, a banda tem uma puta pegada. O baixo leva a banda inteira nas costas. Não desmerecendo o resto da galera, que também toca muito. Mas o som, a pegada, é tudo feita em cima do baixo. Realmente impressionante.

A Sexta Geração fez um show estranho. Sem passar o som, a banda tocou com a mesma regulagem do Wolf Attack. Só dava pra ouvir o baixo. Mesmo assim, as músicas novas do próximo disco e o funk, nunca gravado, mostram que a banda ainda tem várias coisas boas inéditas.

No sábado, fui no Tribo’s. Rolou a sexta edição da festa Zombilly. Dessa vez, com uma única banda, Stoned Beavers. Já vi grandes shows do Stoned, já vi alguns em tanto quanto fracos, é sempre uma surpresa quando se assisti um show deles. Nunca se sabe como vai ser a parada. Sábado, foi punk.

A banda subiu no palco, talvez empolgada com a entrada do novo baixista, e colocou tudo pra baixo. “Botou pra fudê”. Tocaram muito. A primeira música já mostrou pra galera que a noite ia ser foda. A única reclamação foi que tocaram pouco tempo, devem ter sido umas dez músicas, por aí, sei lá. Foi pouco, mas foi bom. Intenso.

O final de semana inteiro foi “rock” por aqui. Queria ter ido a todos os shows, mas não deu. Rolou Terminal Guadalupe e Aerocirco no MPB Bar, rolou o festival em Paraíso do Norte, isso sem falar do show do Móveis Coloniais em Londrina, que pelos comentários, lotou o Valentino.

Se você viu algum desses shows e quer fazer uma resenha pra publicar aqui, fica a vontade. É só mandar pro nosso e-mail: programagaragem@yahoo.com.br

domingo, julho 13, 2008

Video da Semana: Apanhador Só

Para quem é ouvinte assíduo do Programa Garagem conhece a Apanhador Só, e conseqüentemente conhece a música Maria Augusta. Maria Augusta já é um clássico do rock independente, então pra quem não conhecia ainda, esse é o clipe da semana.

Existem duas, ou três razões para eu ter escolhido esse clipe. Em primeiro lugar é uma coisa pessoal, estive em Porto Alegre na última segunda-feira, e vi que a cidade é a cara da banda, ou será a banda a cara da cidade? Não sei, mas se casam muito bem.

Em segundo lugar, é para mostrar para você o que estará perdendo se não comparecer no Tribo´s bar no dia 9 de agosto. Pois é, os gaúchos, junto dos paulistas do Bazar Pamplona, estarão aqui em Maringá comemorando o aniversário de dois anos do Programa Garagem, vai ser imperdível.

E quanto ao clipe, que é o que importa nesse momento, fiquei me perguntando na parte da troca das camisetas, como que a Carina fez? Será que ia para um cantinho separado? Ou simplesmente virava de costas? Outra questão é, como que a camiseta da Carina não ficava justa para o resto dos rapazes? Bom, dúvidas que podem ser esclarecidas no dia 9 de agosto.

Outro detalhe do clipe é que provavelmente nessa época Alexandre Kumpinski (o vocal) ainda pagava meia nos melhores cabeleireiros da cidade. Mas piadinhas a parte, em relação a música, se você for do tipo mais tímido, duvido que não vai ao menos balançar os ombros. Mas se for do tipo mais empolgadinho, com certeza irá dançar dando pulinhos como Felipe Zancanaro (o guitarrista).

É isso ai galera, façam bom proveito. E saibam que até o dia 9 de agosto essa coluna terá como temática o aniversário do Programa Garagem, então, até semana que vem.

Programa #12 (2008)


Trilha: "Road Of Sin", Sick Sick Sinners
Primeira música: Voodoo Queen


"Projeto MPB Carioca"
- Kassin +2 - Mensagem
- Domenico +2 - Possibilidade
- Moreno +2 - Deusa do Amor

"Lançamentos 2008"

- Stuart - Carta de Desejo
- Radiotape - Entregue-se aos seus sonhos
- Lenzi Brothers - Congelar Você


"Bandas do MySpace do Garagem"
- Listraiders - Monalisa
- Red Run - Let me Go
- A Banda Sem Nome - Everyday i’m Alone

"Coletânea Itinerante Magazine - Revista Lançada Pelo Allan do Rock Rocket"
- Rock Rocket - A Terra dos Botecos
- Biônica - Faria Lima
- Laboratório SP - Promessas Vazias

Clique aqui para ouvir a primeira parte do programa
E aqui para ouvir a segunda